Franquia e licenciamento: entenda qual é mais vantajoso

Home    |    Blog
Franquia e licenciamento: entenda qual é mais vantajoso

Ter um negócio próprio é uma grande responsabilidade, porque sempre é preciso que se pense em estratégias para que ele se mantenha no mercado e cresça cada vez mais. A franquia e o licenciamento são formas inteligentes de expandir o negócio. Ambas acontecem por meio de relações comerciais, mas possuem diferentes características. Se seu objetivo é crescer no mercado investindo nesses modelos, é importante que entenda a diferença entre franquia e licenciamento.

Optar por ser um franqueado ou licenciado é um meio bastante eficaz de ter sucesso, já que é muito melhor e mais fácil fomentar seu negócio quando ele está associado a uma marca ou serviço já consolidados. Mas os dois casos são diferentes: enquanto o licenciamento é apenas a concessão de um direito, a franquia envolve diversos processos além disso.

Licenciamento

O licenciamento é um direito que o empreendedor adquire para poder usar uma marca ou personagem atrelado a um produto ou serviço, com o objetivo de agregar valor ao negócio. O licenciamento abrange desde métodos de ensino a bonecos de marca registrada, por exemplo. 

Nesse contexto, o licenciador não estabelece vínculo construtivo com o parceiro, apenas permite o uso de uma patente em troca de remuneração, que pode ser variável ou fixa, estando associada ou não ao desempenho do produto ou serviço em questão. O direito comprado pode ser de dois tipos:

  • Royalties – são direitos de propriedades intelectuais e marcas;
  • Direitos autorais ou copyright – são direitos de personagens, celebridades e obras artísticas;

Por ser apenas uma concessão de direito, a gestão do negócio é responsabilidade total do licenciado, que possui independência de administração. A relação comercial entre os envolvidos é regulamentada por um contrato de licenciamento. O processo envolve uma Agência de Licenciamento, responsável por fazer toda a negociação, sendo a representante oficial do licenciador. No contrato, também fica determinado um período o qual o proprietário irá ceder sua patente, sendo geralmente um tempo reduzido.

As vantagens do licenciamento é que o empreendedor tem mais liberdade de operar o negócio e fazer mudanças quando necessário, além de ter a possibilidade de ampliar o mercado e ter o nome da empresa reconhecido, mas o esforço demandado é muito maior. Outra desvantagem é o pouco suporte do licenciador, fazendo com que o risco de operação seja maior.

Como exemplos de licenciamento de marca, pode-se citar o Big Brother Brasil, Master Chef, Disney, entre outros. 

Franquias

No caso das franquias, a relação entre os envolvidos no negócio é mais próxima e sólida, tendo vínculo construtivo. Com as franquias, além do direito de uso da marca, há também o direito de distribuição do serviço. Mas para isso é necessário que o franqueado aprenda sobre o negócio, o sistema de gestão e participe de treinamentos a fim de manter não só um padrão de gerenciamento, mas de qualidade.

As franquias são regidas pela Lei da Franquia (n° 8.955), que define a obrigatoriedade de um documento chamado de Circular de Oferta de Franquia (COF) e tem maior duração do que o contrato de licenciamento. Quando um empreendedor decide investir em uma franquia, o franqueador envia a ele o COF, que contém as seguintes informações: 

  • Balanço financeiro;
  • Histórico resumido;
  • Perfil do franqueado ideal;
  • Descrições detalhadas da franquia e do negócio;
  • Como deve ser o envolvimento do franqueado;
  • Taxas que devem ser pagos ao franqueador;
  • O que o franqueador oferece ao franqueado;

Além do COF, a franquia oferece suporte técnico e manuais, e oferece segurança ao franqueado, pois se coloca à disposição para atendê-lo com suas dúvidas ou resolução de algum problema. Dessa forma, quando analisamos a diferença entre franquia e licenciamento de marca, vemos que a franquia é a opção mais vantajosa e segura: você ingressa em um negócio que já possui nome conhecido no mercado, recebe todo suporte necessário praticamente anulando os riscos de prejuízo, além de poder se apoiar em um negócio que já possui o planos e estratégias já testadas e consolidadas.

Não é a toa que conhecemos muitas franquias de sucesso, como McDonald’s, Burguer King, O Boticário, Cacau Show, Havaianas, entre outros.

Por que ser um franqueado da CredFácil:

Uma das franquias de baixo e médio investimento mais bem avaliadas no mercado é com certeza na área financeira. Independentemente do cenário econômico do país, as pessoas sempre necessitam de empréstimos pelos mais variados motivos.

Um dos maiores destaques no mercado é a CredFácil, uma das maiores franqueadoras de crédito do país. Conta com mais de 200 unidades em diversas regiões do Brasil e possui diferenciais realmente competitivos.

Muitas franquias cobram royalties e taxas de publicidade. A CredFácil, além de oferecer a vantagem de ser uma empresa séria e consolidada no setor, com mais de 15 anos de experiência, oferece também a facilidade de dispensar a cobrança de royalties e taxas de publicidade.

E mais: você não precisa se preocupar com inadimplência; as comissões são excelentes e pagas diariamente; existe uma grande possibilidade de retorno alto e rápido; o acompanhamento do franqueador é próximo, há mensuração de resultados e auxílio na construção de novas estratégias. Clique aqui e saiba como ser um franqueado CredFácil!

Blog       12 de dezembro de 2019

ATENÇÃO!

A CredFácil jamais solicita pagamento antecipado aos clientes para iniciar operações. Se receber algum contato deste tipo, contate-nos.